Como criar um portfólio em WordPress #14 – Traduzindo temas
Articles Blog

Como criar um portfólio em WordPress #14 – Traduzindo temas

August 24, 2019


Olá a todos! Bem-vindos a mais uma vídeo-aula
do canal Clube do Design. Eu sou Liute Cristian! E o vídeo de hoje eu vou
atender a um dos muitos pedidos que chegam através dos nossos comentários, da série:
“Como Criar Seu Portfólio WordPress”. E hoje, eu vou ensinar pra vocês, como
traduzir o seu tema wordpress. É se você é novo nesse mundo de blogs, de sites,
de wordpress, de comércio eletrônico… Você, com certeza passa aí, um belo de um problema quando você tenta traduzir os seus temas. Principalmente porque,
os melhores temas estão em inglês, são temas internacionais. Como já recomendei aqui, a maioria
você encontra no “themeforest”. Inclusive no vídeo anterior, deixei alguns links
bem legais, sobre alguns temas pra comércio eletrônico, alguns temas bacanas aí, pra
você montar a sua loja virtual. Bom! Quando eu comecei, nesse mundo de blogs.
Quando eu comecei na verdade, a usar o wordpress, eu tinha sérios problemas ao fazer a
tradução dos meus temas. Isso porque eu fazia do jeito errado. Coisa que muita gente faz hoje
em dia e que inclusive eu já recebi nos comentários algumas pessoas, já dizendo né?!
Que traduzem os temas e logo depois que o tema passa por uma atualização,
ela perde essa tradução. Então, hoje eu vou ensinar pra vocês como fazer
a tradução de qualquer tema wordpress, de maneira fácil, de maneira simplificada, utilizando
um aplicativo e essa tradução ela é permanente, vamos dizer assim. Por que permanente? Porque
você salva a tradução em um arquivo específico de tradução, que você pode carregar
pra o seu servidor e que pode ser recarregado todas as vezes que o seu tema é atualizado. E muitas vezes, se o seu tema oferece o recurso de atualização automática. Aquele que você não
precisa baixar de novo e carregar de novo no servidor, toda vez que ele é atualizado. Você, não
precisa re-upar, recarregar a tradução, porque ela fica guardada, quando o tema se
atualizar automaticamente, beleza?! Então, pra esse vídeo, a gente vai precisar de um
aplicativo, que você pode baixar gratuitamente na internet. Tá bom?! E eu vou ensinar uns macetes
agora, pra você fazer a tradução. A gente vai usar como exemplo, o tema que a gente tá usando na
série: “Como criar seu portfólio wordpress”, mas a dica vale pra qualquer tema. Inclusive eu vou
usar como exemplo também o tema, que a gente usa no Clube do Design. Beleza?! E antes de a gente começar esse vídeo, eu gostaria
de falar, de chamar atenção pra vocês gente: Eu tô vendendo meu primeiro DVD, tá?! Um
DVD que está em modo: “pré-venda”, que vai ser lançado aí, no mês de janeiro, no meio de
janeiro mais ou menos. E ele está em pré-venda no Clube do Design, acessa: clubedodesign.com
e dá essa força aí pra o meu trabalho, pra o meu projeto. O DVD na versão digital, tá saindo por
R$ 25,00, tá bom?! É um DVD onde eu mostro pra você como migrar do “CorelDRAW” para
o “Ilustrator”. É um DVD muito bacana, principalmente pra quem tá começando, pra
quem já manja de “CorelDRAW” e tem muita vontade de aprender “Ilustrator”. Então, acessa
aí o clubedodesign.com, dá essa força ao projeto, adquira o nosso DVD, você recebe um conteúdo
bacana, um conteúdo legal e desenvolvido por mim… Com a característica das vídeo-aulas que
você já está acostumado, aqui no Clube do Design. Então, vamos lá pra nossa vídeo-aula de hoje?! E pra a gente começar, eu vou começar, na
verdade, relembrando qual que é o tema que a gente tá utilizando, na nossa série de vídeos:
“Como criar seu portfólio em wordpress”. A gente tá usando, o tema gratuito: “Workality lite”.
Que foi mostrado, lá pelo segundo ou terceiro vídeo dessa série. E, eu gostaria, claro,
de fazer algumas considerações antes, pra que você tome alguns cuidados na hora que você for
adquirir o seu tema, já prevendo a possibilidade de tradução. Hoje em dia, de um modo geral, todos os temas
ou melhor: Todos os melhores temas, oferecem suporte a tradução. Como é que você vai
descobrir se esse tema vai oferecer pra você o suporte, o suporte que você precisa pra fazer
uma tradução legal, sem problemas?! Bom, o próprio Workality lite, se você navegar pela, pela
página aqui de download, eu vou deixar o link na descrição do vídeo, tá?! Você vai rolar até embaixo,
onde você vai encontrar justamente essa informação aqui olha: Localization Support,
onde ele fala que você pode traduzir o Workality utilizando o “default.po” e “mo files”. Que é
justamente os dois arquivos chave, pra uma tradução, pra qualquer idioma: Seja do inglês
pra o português, seja de qualquer idioma pra o português, ou pra qualquer outro
idioma que você quiser. Então, um tema, pra que ele possa ser traduzido
segundo os critérios que eu vou mostrar pra vocês aqui agora, que facilitam justamente a
tradução e que se torne uma tradução fixa, que você não vá perder ela com um tempo, nem com
a atualização do tema… Eles precisam ter a tradução, gerida por esses dois arquivos: “po”
e “mo” files. Geralmente quando você acessa, a themeforest, quando você compra um tema,
você pode verificar se eles são compatíveis primeiro: Na descrição do tema. Esse tema aqui,
o “3Clicks” é o tema que está sendo utilizado atualmente pelo Clube do Design, tá?! Então,
já fica a dica, eu vou deixar o link na descrição do vídeo, caos você queira comprar esse tema
também. Então, é o tema utilizado pelo Clube do Design. É um tema completo, que tem loja, tem
suporte a “bbPress”, que é um plug-in de fórum. Tem suporte ao, ao… Como é que é o nome?
Ao “visual composer”, que é o construtor de página que eu falei pra vocês também, no vídeo anterior.
E ele tem suporte a tradução: WPML, que seria o WordPress Multi-Language, alguma coisa assim.
Tá legal?! Então, quando um tema possui essa descrição:
WPML, muitas vezes eles nem possuem essa descrição, mas você já tem quase certeza que
ele vem com a tradução, tá?! Quando você desce um pouquinho também, sobre, na descrição
desse, desse tema… Ele vai te mostrar essa informação aqui, olha: Translation
Ready, né?! Onde ele mostra novamente utilizando o “po” e o “mo”. O “.po” e o “.mo” são
extensões de arquivo. Então, quando você baixa o seu tema, baixa… Todos os arquivos do seu
tema, se você fizer a compra na themeforest, acessando aqui, o seu perfil na sessão de
downloads, claro né? Você vai ter acesso a todos os temas que você já comprou… E acessando
aqui na parte de downloads, você pode baixar aqui olha: Todos os arquivos de documentação,
ele já vem com todos os arquivos do site, ou do tema, tá?! Com os arquivos de demonstração, a
documentação com o manual de instruções pra utilização do tema, enfim, aqui você pode baixar
apenas os arquivos pra instalação, que é importante pra você apenas carregar pra o seu
site. E aqui tem as informações de licença e de código de compra. Alguns temas, vem com um
sistema de ativação interna, ou seja, funciona como aqueles seriais de aplicativos, vamos dizer
assim. Que você precisa baixar esse “purchase code” aqui, pra poder ativar o tema, pra você
poder usar ele no seu site tá?! Então, se ele pedir alguma ativação, provavelmente seja esse
“purchase code” que você pode baixar em um arquivo de texto bem simples. Então, você baixando o seu tema, eu vou utilizar
aqui como exemplo o “Workality”, tá legal?! Eu baixei aqui o tema do Workality, deixa eu baixar,
baixar aqui a minha tela… Baixando ele eu vou extrair o Workality na minha área de trabalho, tá?!
Extrair aqui, pra a gente ver os arquivos que vem dentro dele, então, tem uma pastinha…
Okay? Aqui dentro, o Workality tem uma particularidade que ele não apresenta uma pasta
específica pra idioma. Então, na maioria dos temas, deixa eu voltar aqui pra o tema do Clube
do Design, deixa eu ver aqui temas. Um que eu usava bastante tempo atrás, que era o “wildfire”.
Você observa, quando você entra aqui nos arquivos de instalação do tema e tudo mais, aí
tem aqui a pastinha do tema, que é a mesma pasta que você tem lá no seu servidor. Aí você
tem aqui uma pastinha chamada “lang”. Quando você entra na pasta na pasta lang, ou pode ser
languages, né?! Pode tá no plural ou pode tá por extenso, ao invés de abreviação. Quando você
acessa essa pastinha: language, você vai encontrar o default, que é justamente os arquivos
de tradução padrão. Geralmente em inglês. Tá legal?! Se não tiver o default, vem vários outros
arquivos de outros idiomas, você pode pegar qualquer um: Alemão, português, japonês, inglês,
espanhol, enfim… Se tiver qualquer outro arquivo, de qualquer outro idioma: “po”/”mo”, você
vai conseguir fazer a tradução sem problema nenhum. O importante é que tenha pelo menos
um desses. Na maioria das vezes, quando é um tema que não tem assim uma vendagem muito
grande, vamos dizer assim, eles vem só com o default. Quando é um tema muito famoso,
geralmente vem vário outros idiomas que o pessoal já traduziu e já mandou para o
desenvolvedor… Pra comercializar junto com o arquivo. Pra vocês verem, além desse wildfire,
tem outro aqui, que era o “virtue”. Ele também tem aqui, olha, uma pastinha chamada
“Lang”, tá legal?! Já, no nosso tema queridinho dessa série, o Workality,
ele não apresenta uma pasta de langs, de languages. Olha só. O arquivo: “po” e “mo”
padrão, vem aqui do lado de fora. Mas não tem problema, o importante é que você tenha esses
dois arquivos, tá legal? Você observa aqui, que no meu caso os arquivos: “po” e “mo”, eles estão
já com uma miniaturazinha de um aplicativo. Que é justamente o aplicativo que eu vou mostrar
pra vocês agora. Pra que você possa trabalhar com essa tradução,
pra que você possa usar esses arquivos e fazer a usa tradução, você vai
precisar de um aplicativo externo. Que é um aplicativo gratuito. É o “P-O-Edit” ou “Poedit”,
o link vai ficar aqui embaixo pra você baixar diretamente, tá bom?! Acessando o Poedit, você faz download pra
windows, tá legal? Eu não sei se tem pra outras plataformas, nunca, nunca cheguei a precisar
tá?! Então você baixa o Poedit e faz a instalação normal no seu computador. Okay?! Depois de
instalado, o Poedit é esse aqui, eu uso o windows 8, você pode instalar no windows 7,
windows vista, tá legal? Abrindo o Poedit, você vai se deparar com um
aplicativo muito simples. É apenas uma espécie de aplicação de texto, vamos dizer assim, olha.
Então, esta é a interface do Poedit, que serve justamente pra que você possa editar os arquivos:
“.po”. É interessante mencionar pra vocês, que o que é mais importante desses dois
arquivos, é o arquivo: “po”, tá legal? Então, se a sua tradução não tiver o “mo”, não tem problema.
O Poedit, ele emula o arquivo “mo” depois, quando você salva. Então, é tipo uma espécie de
compilação. Os dois precisam… Você precisa dos dois pra funcionar. Tá?! Mas, pra fazer, ou pra criar uma tradução,
você precisa basicamente do “po” ou caso haja a ausência dos dois, pelo menos um arquivo com
a extensão chamada “pot”. P-O-T. Que o windows acaba confundindo como um arquivo do
power point, porque o power point usa a mesma extensão, tá? Mas… Pra modelo de representação.
Mas se o tema vier com o arquivo “pot”, P-O-T, você também vai conseguir fazer
a tradução. Eu não me lembro, qual que era o tema que eu estava usando… Deixa eu ver aqui,
que vem com o arquivo “pot”, só pra vocês verem, deixa eu ver aqui… Acho que é esse aqui.
Languages, é esse aqui olha, tá vendo? Então, este tema aqui, que é o “smart-mag”, ele não
tem o arquivo “po, mo”. Você observa que aqui já foi o que eu criei, já é a tradução que eu fiz. Ele
vem com o arquivo “smart-mag.pot”. Se vier com esse arquivo, você pode clicar com o botão
direito, abrir com…. E escolher o Poedit lá, ou então você vem no Poedit mesmo, abrir… E aí
você abre o arquivo “pot”, tá? No smart-mag. Você pode colocar aqui: Todos os arquivos e
abrir o arquivo pot, que ele abre sem problema nenhum. Tá legal? Mas vamos lá, pra o
nosso Workality. Beleza? Bom, voltando aqui pra os arquivos do nosso tema:
Workality. Eu vou abrir o “default.po”, que é justamente o arquivo que a gente precisa.
Lembre-se: Não é necessário “mo”, apenas o “po”. Eu vou apenas dar dois cliques aqui, ele já
vai abrir com o Poedit. Olha só. Aqui em cima ele mostra que o idioma da tradução não foi definido.
Beleza. Porque é o arquivo padrão. A gente ainda nem disse pra ele qual que vai ser a tradução
que a gente vai fazer. Beleza? Isso é muito simples de fazer. Olha só. Existem, duas maneiras de você traduzir o seu
tema. A primeira é traduzindo tudo que vem no arquivo “po”, você pode traduzir tudo. O
Workality, tem pouquíssimos termos pra serem traduzidos, tá? Tem temas que tem mais de 5,
3, 10 mil palavras, tá bom?! Depende muito do tema, da extensão do tema. Ainda mais, se ele
usa plug-ins de terceiros, vem tudo junto ou pode vir separado, tá?! Então, o Workality, possui pouquíssimos
termos pra a gente traduzir. Okay? Você pode traduzir logo todos de uma vez, ou
você pode escolher apenas os que aparecem pra os seus leitores. Por exemplo, se eu vir aqui
no meu tema, no nosso tema aqui, no nosso site de modelo… Eu posso observar que: A palavra
“all”, a palavra “works”, “all”… Aqui, deixa eu ver o que mais, isso aqui, deixa eu botar: Esse powered
by, eu vou verificar também se faz parte da tradução. Então, essas duas palavras estão
em inglês. Se eu acessar aqui: blog, eu vou observar o seguinte: A palavra category, está
em inglês. O “by” né? Que seria: Por. Está em inglês. O read more, que seria o “leia mais”,
também está em inglês. Ao acessar aqui, a parte interna do meu artigo, eu posso verificar aqui,
categoria novamente está em inglês e o comentário também está em inglês. Tá legal? Então, aqui como eu tô usando, o formulário de
comentários do jetpack, que eu mostrei pra vocês em algumas aulas anteriores… Ele não tá
mostrando o formulário de comentários padrão, do meu blog. Mas eu vou desativar aqui o jetpack,
os comentários do jetpack, justamente pra vocês verem aqui como é que ele fica, pra a gente
traduzir também as opções dos comentários, tá?! Deixa eu vir aqui nas configurações do
jetpack rapidinho. E vou desabilitar os comentários do jetpack, pronto. Isso é o suficiente,
deixa só ele recarregar ali, vou atualizar a página. E pronto, olha só. Agora eu tô
com um comentário padrão, ainda não. Bom, eu acho que já tá mostrando, na verdade, não
tá aparecendo mais ali redes sociais… Enfim, vamos lá. Continuando: Então você pode traduzir apenas
o que aparece para os seus leitores ou traduzir tudo. Aí, agora vem o grande dilema, né? Eu
não falo inglês, como é que eu vou traduzir essa bagaça? Haha, muito fácil! Em tempos de
“Google Tradutor”, quem tem dedos é rei. Então, abra o tradutor aí, e você pode fazer
a tradução utilizando o google tradutor. Como? Vamos traduzir primeiro, alguns termos bem
simples, por exemplo, o termo “works”, okay?! Então, ele aparece, bem no cabeçalho do meu
tema de portfólio, da minha página inicial, então, é importante que a gente traduza ele. Como
é que eu vou fazer isso? Primeiro eu preciso localizar a palavra “works” no meu “po”, no
arquivo “po” do meu, do meu tradutor aqui, do Poedit, tá legal? Então, bem aqui olha, já tá
aqui, tá fácil de achar. Se for um tema com muitos termos, você pode dar um “Control + F”, pra
localizar, tá? E pode escrever aqui: “Works”, pronto. Aí você clica em próximo aqui. Ele
localiza, não tem mais nenhuma, era só essa, tá legal?! Achou a palavra works, aqui ele mostra o
texto fonte e aqui embaixo a tradução. Quando há uma palavra que usa singular e plural, ele
mostra duas guias, pra você definir o singular e o plural, tá legal? Então, aqui na tradução, o works,
a gente tem aqui, o que seria trabalhos né?! Vamos pegar aqui e jogar no google tradutor…
Colocar aqui, pronto! Seria trabalho, ocupação, enfim. Inclusive se você quiser usar sua criatividade,
você nem precisa usar o mesmo termo ao pé-da-letra, você pode usar Projetos…
Enfim, pode fazer a substituição de palavras, caso você queira. Então, vou colocar aqui olha,
projetos. Pronto. Beleza? Então, você observa que já ficou aqui, traduzido. O próximo item
que eu vou traduzir, vai ser o quê? O “All”, que aparece aqui em cima, que é o “TUDO” né?! All,
vamos procurar o “All” aqui… Save all changes, deixa eu ver se ele acha o “All” aqui. Ele não
acha o “All”, que pena né? Então, olha só, esse termo não faz parte da tradução, infelizmente.
Então, neste caso não vai ser possível traduzir o “All”, tá? É até importante mencionar pra vocês que: Essa
tradução, ela faz referência a alguns arquivos que o desenvolvedor atribui, no seu “po”, no
seu arquivo de tradução, tá legal? Se um termo não estiver disponível na tradução, você vai ter que
fazer uma tradução diretamente no tema, coisa que eu vou deixar pra mostrar daqui a pouquinho,
no final desse vídeo, tá legal?! Então, olha só. Beleza, achei o “Projects”, não
achei o “All”, não sei se dá pra mudar isso lá dentro, tá bom? Mas, vamos aqui pra o blog.
Okay? Aqui no blog a gente tem a palavra: Categoria e Comentário, né? E o by, também aqui
olha, que tá tudo em inglês. Então, vamos primeiro, localizar aqui: Category, okay? Próximo,
pronto, já achou ali, então eu vou digitar aqui a tradução que eu já sei que é categoria. Depois,
a próxima palavra é: Comment, né? O Comente em inglês é com dois “M’s”. Comente, olha só.
Ali, “comments are closed”, tá legal? Aqui olha, esse aqui é legal quando você usa o sistema
de moderação, quando você precisa aprovar… Então, aqui é uma tradução que é válida, tá?
Então, vamos lá: Seu comentário está aguardando moderação. Então, se você tiver
um domínio assim, básico, do inglês você pode ir traduzindo numa boa, tá? O “by” aqui, eu vou
traduzir por: “Por”, opa. “Por”, o que mais? E vem o “read more”, que está bem aqui né? O
Read More. Read More, que seria o leia mais. Okay? Aqui nós temos o share, que seria:
Compartilhe ou compartilhar. Enfim, como o tema tem realmente pouquíssimos termos, eu
vou traduzir aqui o máximo que eu puder. Colocar aqui: Os comentários estão fechados.
Pronto. Aqui, o resultado de pesquisa, esse “search results” é legal também, porque quando
você pesquisa dentro do blog, eu vou colocar aqui “a”, ele mostra aqui… “Termos” em inglês,
tá? Olha: “Search Results for”, aí eu venho aqui: Page, read more, tá legal? Então, vamos traduzir
esses termos também. “Search Results for”, seria: “Resultados de Pesquisa para”, pronto. Deixa
eu ver se tem um espacinho aqui no final, não tem. Beleza. Depois vem: Sem resultados para.
Okay? É interessante você observar que quando o item, quando o termo vier com algum
código, geralmente um cifrãozinho ($), uns caracteres diferentes… É importante que você
copie esse código pra cá, pra baixo tá? E faça a tradução lá embaixo, utilize o mesmo código
também no final, ou na posição que for necessária. Esse código, geralmente serve pra
puxar a palavra do banco de dados, ou de algum outro local do seu blog, tá bom?! O “leia mais”,
aqui de novo… “Leia mais” com reticências. Aqui o close, seria fechar. Okay. Nada encontrado…
Aqui, posts recentes. Posts recentes. Arquivos do mês, isso aqui você fazer aí do jeito que você
quiser, tá? On, que seria “em”. Upload, salvar, e-mail. Aqui acredito que seja pra os
comentários. E-mail, nome e mensagem. Okay? Então, é muito fácil. Muito simples, tá?! O
“Creative Fields”, acho que a gente tem ele dentro do nosso, do nosso item de portfólio, olha,
deixa eu acessar aqui. Se eu não me engano, o creative fields, olha, ele aparece bem aqui em
cima. Então, creative fields… Client. Project URL… Isso aqui tudo a gente precisa traduzir.
Então, Creative Fields, seria… Deixa eu ver…. A gente pode colocar um nome diferente.
A gente tá utilizando esse creative fields né, pra categorizar o tipo de projeto, então, vamos
colocar aqui: Tipo de Projeto. Pronto, ou categoria de projeto, tanto faz né?! Aqui depois
vem client, deixa eu ver se eu acho aqui o client, tá aqui. Cliente. URL do Projeto. Ou pode ser
site do projeto, você que sabe, tá legal? Data de conclusão! Que são justamente esses itens que
aparecem aqui em cima, tá legal? Aqui, o shared, a gente já traduziu. Que é o compartilhar. Aqui no
finalzinho deixa eu ver se tem mais alguma outra coisa, o share já foi. Beleza. Esse “Powered by”,
deixa eu ver se aparece ele aqui. Powered, não. Ele não faz parte dos arquivos de tradução, deve
ser um widgetzinho que a gente edita lá dentro, do nosso, site. Okay?! Salvar, beleza? Isso aqui
já é interno, acredito que seja interno. Creative Fields aqui, de novo. Tipo de Projeto, aparece
aqui de novo. É porquê… Geralmente… Isso aqui pode ser o interno que você vê dentro, quando
tá editando o projeto. Esse aqui pode ser o fora, que tá aparecendo ali. Deixa eu ver se tem
reticências. Se for sem reticências é o de fora, é esse aqui é o de fora, tá?! Tipo de Projeto.
Pronto. Você pode traduzir com maiúscula, minúscula, tudo maiúscula, tudo minúscula,
enfim… Arquivo do Mês. Arquivo da Categoria. E assim vai tá? Você vai traduzindo da
maneira que você achar conveniente. Beleza. Agora vem o seguinte: Aqui tem ainda, mais
algumas frases, tá? Que você pode, colocar… No google tradutor, tá? Aí assim, você vai traduzindo
todos os termos da maneira que você quiser. Aqui tem o artigo do autor ainda, que eu vou
traduzir aqui. Pronto. Tá? Okay. Depois que você faz…. (dar um espacinho aqui, pronto) Então,
depois que você faz essa tradução, aí vem justamente o segredo, o “pulo do gato” na hora
de você salvar a sua tradução. Lembra que se você salvar, ele vai acabar salvando sobre o arquivo
“Default”. Tá? Isso não é importante pra a agente. Então, o que você vai fazer? Você vai
clicar no menu: “Arquivo”, “Salvar como”, isso vale se você tiver usando qualquer outro arquivo,
de qualquer outro idioma. “Ah, não tinha o default, eu peguei o que estava inglês mesmo e traduzi
em cima do inglês.” Beleza, você pode e dá o “Salvar como…” sem problema nenhum, que
vai funcionar do mesmo jeito, tá? Agora aqui vem o “pulo do gato”. Ao invés de
salvar com o nome “default”, você precisa salvar com uma nomenclatura específica, que vai
determinar pra o wordpress, que aquilo é um arquivo do idioma português, do Brasil. Como
é que funciona? Primeiro: Você coloca o idioma em minúsculo, que nesse caso é o “pt”, que é
português, underline “_”, e o país, ou a região né? Que seria o “BR”, detalhe: Tem que ser
em maiúsculo. Então, o “pt_BR” deve ser obrigatoriamente, o nome do seu arquivo, você
não pode colocar: Português do Brasil. Beleza? Tem que ser, essa nomeação pra que o wordpress
reconheça o arquivo e passe a partir daí, a exibir os termos corretos, já no seu idioma.
Beleza? “pt_BR”. Se você é de Portugal: “pt_PT”, em maiúsculo, que seria o português de Portugal…
E assim sucessivamente. Uma “googlada” aí, você consegue identificar todos
os termos, pra todos os idiomas, tá? Procura no google aí, se você quiser outro idioma, como:
Russo, por exemplo. Okay? Definindo o nome, clique no “Salvar”, pronto.
Esse arquivo vai ser salvo, na sua pastinha, deixa eu, ele dá… Mostra aqui, geralmente ele
mostra alguns erros aqui, né? Okay?! Beleza. Deixa eu ver se ele mostrou, não, tá. Okay.
Aí, agora sim! Olha! “pt_BR”, olha só! O “mo” e o “po” estão aqui, criados. Os dois arquivos, que
a gente precisa agora carregar, no nosso servidor de hospedagem. Okay?! Um detalhe interessante
é que você, pode depois editar de novo, tá? Eu quero, mudar alguma coisa, abro o
“po”, agora em português BR. Aí você pode só… Traduzir mais alguma coisa, né? Traduzir: Enviar
Mensagem. Pronto. Aí depois você só salva por cima, beleza. Já vai salvar normalmente, beleza?
Então, é isso gente! Fazendo essa tradução… Você pode levar muito mais tempo dependendo
do tema. O Workality é muito tranquilo, muito cabeça fria, porque tem pouquíssimos termos,
beleza? Fez a tradução. Agora você precisa, levar isso lá pra o seu servidor de hospedagem.
Aqui, nós vamos entrar novamente em duas particularidades, okay?! Aqui eu já acessei o meu
“CPainel”. Lembra do CPainel?! Se não lembra, volte algumas aulas aí e vai ver como é que você
faz pra acessar o “CPainel”. Clica no gerenciador de arquivos e acessa a pasta raiz da sua instalação.
Do seu domínio, beleza? Clique no “Ir”, pra acessar a pasta, onde você tem aí,
a instalação do seu wordpress. Uma vez dentro da instalação do wordpress, que geralmente tá em
“public_html” né? Que é a pasta raiz do seu tema. Se você tiver algum domínio, ou
subdomínios, eles vão aparecer assim, olha: Em pastas separadas, que você pode fazer a
instalação do wordpress individualmente também. Mas, a nossa pasta principal, a pasta
raiz, o domínio principal, sempre fica na pasta “public_html”. Depois você vai acessar o
“wp-content” e em seguida a pasta “themes”, okay? Na verdade, voltando um pouquinho aqui, olha,
deixa eu voltar um pouquinho aqui: Subir de nível. Tá? Um nível acima. A gente tem duas situações:
A gente pode traduzir, utilizando a pasta “Languages” do próprio wordpress ou a pasta
“Languages” dentro do tema, tá legal?! Deixa eu mostrar aqui a diferença pra vocês. Se você usar a pasta “Languages” do wordpress,
você vai acessar aqui a pasta “Languages”, não vai entrar na pasta “temas” tá? E aqui você tem,
dentro da pasta “Languages”, olha, “wp-content”, “languages”… A pasta “déms” ou “téms”. Não
sei como é que diz isso em inglês, tá bom?! Dentro da pasta “themes”, das linguagens do wordpress,
você observa que tem uma nomenclatura diferente. É o nome do tema,
hífen e o idioma, né? Idioma e região. Então, aqui neste caso, se eu quisesse utilizar essa pasta,
eu teria que fazer isso aqui, olha: “Workality- pt_BR”. Não sei por que eu nunca consegui usar
essa pasta nas minhas traduções. Não sei se eu tô fazendo errado, não sei se eu preciso fazer
alguma configuração diferente no meu tema, enfim… Eu nunca consigo. Você observa que eu
já tentei fazer isso aqui, né? Colocando a tradução, olha, do Workality dentro desta pasta.
Vou até excluir aqui, por que não serve de nada. Okay? Então, como eu nunca consegui usar essa
pasta, eu sempre usei a pasta de idiomas do tema. Então, vou subir o nível acima novamente
pra pasta wp-content, onde a gente vai acessar a pasta themes. E aqui dentro a
gente vai acessar a pasta do nosso tema, que é o Workality-lite-master. Deve ser por isso que
não funciona, porquê é um nome maior, eu até deixei colocado só o Workality, ainda tem que
colocar o nome todo: Workality-lite-master. Aí, ia funcionar, beleza? Entrando, na pasta Workality-lite, que é a pasta
do meu tema, se eu tivesse usando o “flozo” por exemplo, eu ia entrar na pasta do flozo. Okay?
Se eu tivesse utilizando qualquer outro tema, eu ia entrar na pasta desse tema. Okay? Workality
-lite-master, entrei nesta pasta. A gente vai observar o seguinte: Curiosamente, o Workality,
não apresenta a pasta: “Lang” ou a pasta “Languages”, não sei porquê, o desenvolvedor,
não utilizou os arquivos dentro da pasta “Languages”. Então, aqui tem uma particularidade
que você provavelmente não vai precisar fazer em outros temas, porque a pasta
já vai tá lá, tá? você vai precisar criar uma nova pasta aqui dentro. Clique no botão “Criar nova
pasta” e escreva: “Languages”, “Languages”. Okay? Escreveu “Languages”, clique no create
new folder, pronto. Olha só! Languages tá aqui. Você acessa esta pasta, e aí você vai carregar
aqueles dois arquivos marotos que você traduziu. Clique em carregar, depois clique em
escolher arquivo, navegue pelas suas pastas, no meu caso está aqui na área de trabalho. Aqui
eu vou acessar Workality-lite. Vou classificar pela data, só pra ficar mais fácil de achar e pronto!
Vou carregar o “po” (correção: “mo”), tanto faz a ordem, não tem uma ordem específica. E depois,
já carregou aqui, tá? Complete! Vou carregar o “po”. Pronto! Depois disso, posso voltar aqui e se
eu clicar aqui no recarregar, você vai observar que os dois arquivos já estão lá dentro. Agora, vamos ver a mágica acontecer! Tomara
que eu não passe vergonha, né? Vou acessar aqui o meu blog. Vou apertar o “F5”, ou melhor,
vou atualizar em outra pasta. Em outra página, pra vocês verem a diferença. Olha só! Não
funcionou… Funcionou? Funcionou? Funcionou? Não funcionou! Ué, não funcionou a minha tradução…
O que será que aconteceu? Deixa eu voltar aqui, pra minha área de trabalho, né? Eu
acabei passando vergonha, deixa eu ver o que é que eu fiz de errado. Vamos tentar descobrir,
qual que é o problema, porquê que a minha tradução não está funcionando… Já deveria ter
funcionado. Deixa eu subir aqui, um nível acima. Languages, deixa eu mudar aqui pra “Lang”, só
pra ver se ele vai. Pronto, mudei pra “Lang”, abreviei lá o “Lang”. Não veio de novo. Okay.
Deixa eu colocar, novamente o “Languages”… Então, deixa eu só confirmar se o nome é esse
mesmo. “Languages”, tá em minúsculo aqui né? Deixa eu ver se é em minúsculo mesmo.
Workality… “languages” em minúsculo. Pronto! “languages”. Okay, voltando aqui no meu tema
novamente, vamos lá. Mais uma tentativa… E, “Voilá” (aí está!)! Olha só… Por causa de
uma letrinha maiúscula né? Por causa do “L” maiúsculo, o bendito wordpress não estava
reconhecendo a tradução. Tá legal? Então, olha só, depois de atualizar criando a pasta “languages”,
olha que bacana! Aqui está tudo traduzido: Tipo de Projeto, Cliente, URL do Projeto,
Data de Conclusão… O share aqui, não veio né? Acabou não ficando traduzido. Deve ser
de um plug-in diferente. Mas vamos ver o share aqui embaixo e compartilhe. Deixa eu dá uma
olhadinha aqui no “po”, se tem um outro share. Deixa eu ver, verificar aqui, share… Só tem um
share. Tá legal. Beleza. Então, olha só, como a gente pode ver, a gente conseguiu traduzir, na
verdade, os principais termos aqui do nosso tema Workality. Como você pode perceber
também, infelizmente, né? Deixa eu voltar aqui pro começo. Infelizmente o tema não oferece
suporte pra todos os termos. Claro, tema gratuito, os caras que desenvolveram o projeto
nem se ligam muito nisso. Eles, imaginam que todo mundo fala inglês. Okay? Observe aqui
categoria, o comment, acabou não sendo traduzido também, tá? O leia mais,
traduziu. Beleza? Agora, como é que você faz essa tradução
manualmente, diretamente no tema? Aí já é um pouquinho mais de trabalho, okay? Isso que
eu mostrei aqui pra vocês, é uma tradução universal, que vai funcionar sempre que você
atualizar o seu tema. Se você precisar por exemplo, apagar o tema, pra recarregar os
arquivos atualizados do servidor… Pra depois compactá-lo novamente… Você vai precisar,
recarregar o arquivo: “po”, “mo”. Claro, que você já tem guardadinho aí, não vai precisar fazer
de novo né? Só é manter o backup e recarregar sempre que possível. Sempre que
preciso. Okay? Como você pode observar aqui, também na
instalação do Clube do Design, a gente vai ter uma coisa muito semelhante, tá?! Na verdade,
é a mesma coisa né? Eu vou acessar aqui só pra vocês verem que é, exatamente do mesmo jeito.
Aqui são os arquivos do Clube do Design, tá? Em themes, o “3Clicks” aqui… A gente tem a
pasta: “Languages”, olha só. E aqui a gente tem o idioma “pt_BR”. Aqui é o padrão e aqui o
“pt_BR” que eu fiz a tradução, também. Beleza? Então, olha só gente: “Mas, e aí Liute, como
é que fica a situação, aqui o “ALL” ficou sem tradução, o comentário também…” Olha, aqui
você já vai precisar procurar pelo termo, diretamente nos arquivos que compõem o seu
tema. Vamos ver se a gente consegue achar, beleza? Então, vou voltar aqui pra pasta do meu tema.
Okay?! A gente tem aqui, por exemplo, a gente precisa na verdade, a gente pode fazer isso,
na verdade diretamente no nosso painel do wordpress, acessando: aparência, editor, tá?
Aqui a gente vai conseguir editar os arquivos. Os mesmos arquivos que aparecem aqui no seu tema,
no seu gerenciador de arquivos. E aqui a gente vai precisar procurar onde essa informação
aparece, okay?! Aqui na página inicial, então, a opção “all” aparece na página
inicial… No cabeçalho da página inicial. Então vamos ver se eu acho isso aqui, no meu “index”
que é o modelo da página principal. Isso aqui gente, é uma questão de tentativa e erro. Essa
estrutura pode mudar muito de acordo com cada desenvolvedor. Então, vamos procurar aqui o
“index”, que seria o modelo da página principal. Vou dar um “Control + F” e digitar: “All”. Então
gente, uma coisa interessante aqui é o seguinte: Tomem muito cuidado ao editar esses códigos,
eles fazem o seu tema funcionar. Se você apagar alguma coisa, alguns elementos vão
deixar de ser exibidos ou podem ser exibidos incorretamente, okay? Então, eu já vi que não
é aqui. Beleza? Então, já não aparece aqui, eu apertei o “Control + F” pra pesquisar, tem o
call-back aqui, mas não aparece o “All”. Ah, acho que é aqui olha, na… works. Vamos ver
aqui em works, se é isso mesmo. Pegar aqui ver se acha o “All”… Oh! Achei! Será que é isso aqui?
Vamos colocar aqui: TUDO. E aqui também: TUDO. Onde aparece o “All” em maiúscula eu tô
colocando tudo. Beleza? Beleza, botei o tudo lá. Vou salvar o arquivo. E vamos ver se é isso mesmo,
aqui na nossa página inicial. É isso aí, olha só. Então, encontrei onde você
pode traduzir o termo: “All”. No Workality, justamente no item: works. Okay? E aí você
vai procurando também, os outros itens tá?! Por exemplo aqui, entrando no single, a gente tem
aqui dentro do seu portfólio este share aqui, que geralmente pode ser esse works-single. Quer
dizer, um item de portfólio único, no caso. Vamos procurar aqui o share. Olha aqui. Tá aqui.
Compartilhar, pronto! Deixa eu ver se tem algum outro share, aqui em maiúsculo olha. Tá em
maiúsculo aqui. Vou traduzir. Compartilhar. Deixa eu ver se tem outro… Acho que só esses, pronto!
Atualizando o compartilhar, vamos ver se esse compartilhar aqui, vai ser traduzido… Olha só.
Tradução concluída do compartilhar. Isso vale também pra o blog, vamos ver, vamos ver como
a gente traduz o blog também né? Aqui, o comment né? Vamos ver aqui, deve ser na parte
de comentários aqui, olha. Comentários. Com certeza né? Aqui a gente vai ter que traduzir
muita coisa né? Opá, comments olha. Onde aparece esse item aqui olha, que é o comments
entre aspas simples, geralmente entre parênteses, aqui você tem que ter um pouco de
bom-senso, tá? Então, olha só. Geralmente onde a gente tem os termos: No Comments, olha:
1 comentário, vários comentários… enfim. Isso aqui dá um pouquinho mais de trabalho, você
precisa ter um pouquinho mais de experiência. Então, eu por experiência, eu já sei que esses
termos aqui, são os que precisam ser substituídos. Sem comentários. Aqui seria,
quando tiver um comentário apenas. E aqui quando você tiver vários, comentários. Okay?
Deixa eu colocar maiúsculo aqui. Certo? Aí aqui a gente vai descer mais um pouquinho e ver se
tem mais algum item, não, não tem mais. Ah, tá aqui, olha, esse aqui a gente já traduziu né? Que
eram “os comentários estão fechados”, lá no nosso “po”. Deixa eu ver se eu tenho aqui
alguma coisa mais em comments… É, não tem mais nada de comments, o desenvolvedor desse
tema aqui tava com preguiça. Okay? Então, traduzi esses termos aqui: Sem comentários,
um comentário e “no comments”. Beleza? A gente vai clicar no “Atualizar arquivo” e pronto!
Provavelmente todos os itens de comentário serão, atualizados agora! Ôh, não foi né?!
Um comment… sem comentário. Oh God! Deve ser porquê ele traduz só o que está dentro do artigo,
Quer ver? Olha aqui, um comentário. Realmente! Ele traduz só o que está dentro do artigo. Pra
traduzir o que tá fora, a gente vai ter que procurar um outro modelo… Acho que seria Aqui…
Modelo da categoria, ou blog, alguma coisa assim, ou loop. Aqui, loop, vamos ver se é o loop.
Comments, olha só, aí já vai tá aqui olha. Um comentário, você vai ter que traduzir no item loop.
O loop geralmente é o tema responsável por mostrar uma lista dos seus artigos do blog,
tá? Sem comentários. Aqui, pra vários comentários. Okay? Deixa eu procurar se tem
mais algum outro… Só esses, beleza. Atualizei! Vamos voltar agora aqui! Voltando aqui pra lista
de blog provavelmente agora todo já vão ser atualizados. Olha só! Beleza. Tudo atualizado. Então,
só tem um porém, tá gente? Aqui no “por” eu acabei esquecendo de colocar um espaço, no
meu “po” né? Que seria aqui o “by”, olha. Tem um espaço depois, vamos ter que colocar um espaço,
salvar e recarregar esse arquivo no meu servidor… Que tristeza, né? Deixa eu entrar aqui
e apagar os dois… E recarregar por causa de um pequeno espacinho, né? Que eu acabei deixando
de lado. “mo”… pronto! “po”, beleza? Não precisa atualizar lá. Voltar aqui e atualizar, olha, como
vai aparecer magicamente um espaço aqui, depois do “por”. Beleza? Então, gente, sei que esse finalzinho ficou meio
chato, tá? Eu só quis mostrar pra vocês como traduzir também dentro dos arquivos do tema,
okay? Só que, essa última tradução que eu fiz, dentro dos arquivos do tema, que não usou o “po”
tá? Eu tive que traduzir manualmente… Elas vão se perder quando o seu tema for atualizado,
tá? Porquê, justamente, o desenvolvedor substitui os arquivos do tema, muito provavelmente
os arquivos que você traduziu, vão ser substituídos. Então você, teria que
refazer todas essas traduções manuais novamente. Então, não é o jeito certo. Não
é o jeito recomendado. Mas, esse tipo de problema você vai ter, muito raramente. Dificilmente
você vai encontrar um tema que não tenha todos os termos pra traduzir. É mais em temas, bem,
bem pequenos mesmo, como o Workality, tá? Infelizmente o desenvolvedor não se baseou aí,
não se… Aprofundou na tradução. Eu ainda não sei como fazer o “po” buscar essas referências
no tema, senão eu já mostrava aqui pra vocês, tá legal? Infelizmente não sei como é que faz
isso. Mas, quando você compra um tema no themeforest, certifique-se de que ele seja
multi-idioma, o wpml lá que você viu aqui, no “3clicks” que é o tema do Clube do Design, tá bom? wpml,
ou se ele vem com alguma referência e tudo mais. Como eu falei pra vocês, eu já tive… Eu
comprava antigamente no “my theme shop”, né? My theme shop que é uma outra market place
de temas. Só de temas aliás. Onde, não dizia na verdade, muita coisa sobre tradução, mas todos
os arquivos vinham com a tradução. Veio com o “po” pra “eu” traduzir, beleza? Gente! Eu espero que vocês tenham gostado
do vídeo, desculpa se ficou muito longo e muito cansativo, aí no final ficou meio chatinho, mas,
não tem problema. O importante é que você aprenda o conceito, o conteúdo e
tudo mais. Okay? E… Deixe suas sugestões pra os próximos
vídeos. Na próxima vídeo-aula, na verdade, eu vou continuar de onde eu parei. Mostrando como
criar as páginas finais aí, do nosso blog. Beleza? E a gente já tá quase terminando essa série.
Falta pouquinho pra a gente concluir o nosso portfólio e consequentemente concluir as
nossas aulas de wordpress, beleza? Então! Não esquece de curtir, de compartilhar
o vídeo com seus amigos. Se você ainda não faz parte do Clube do Design, clica em inscrever-se.
Se você já é inscrito, clica na engrenagem e marca notificações pra receber todos os
envios do Clube, tá? pra você ser notificado a cada novo vídeo. E… A gente se vê no próximo vídeo, não esquece
de visitar também os links na descrição do vídeo, o nosso site e perfis sociais. Um forte abraço pra vocês. E até a próxima vídeo-aula. Tchau, tchau!

Only registered users can comment.

  1. E o resto das aulas? Não para não, agora que assisti até aqui. Pensei que teria mais aulas pelo que ouvi nos últimos vídeos, acho que faltou falar sobre a página de contato. Segue firme que está muito massa! Valeu! 🙂

  2. ola , sei q n tem nada ha ver com o video mais recentemente comprei uma mesa digitalizadora , mais ela n tem driver já procurei em vários sites até mesmo o da própria mesa , mais n acho, ela é uma BAMBOO PAD , quero usa la no SAI mais ela n tem pressão para mim ajustar , vc sabe algum metodo para me ajudar  ?

  3. Cadê o resto das aulas?
    tipo se não for fazer mais da pelo menos um resumo do que temos que ir atras pois estou com um portfólio pela metade e não sei se da pra fazer mais coisas ou se para por aqui aguardo respostas.

  4. Olá Luite,  gostaria de sua ajuda!

    Meus posts novos não aparecem para os usuários na página inicial, aparece apenas um antigo, feito há alguns dias atrás.

    Se eu passo o link direto do post, eles acessam normalmente mas, se entrarem no site para ver na página inicial as novidades, verão uma página antiga ainda, sem as atualizações que fiz no novo server.

    Para mim a página inicial atualizada aparece normalmente se eu estiver logado no ADMIN do site. Caso eu saia do ADMIN e tente acessar o site, também vejo a página antiga e não a atualizada.

    Pode me ajudar? 

  5. Só colocar a tradução em Português lá não vai adiantar… como o tema vai saber que é prá usar a tradução em português, e não outra tradução que tiver lá como opção.??? Onde eu digo pro tema que é prá usar a tradução em Português.????

  6. Outra coisa, se a extensão do arquivo que está lá for .pot por exemplo o tema que estou usando é enigma-2.pot, eu tenho que renomear o meu arquivo pt_BR.po -> para -> pt_BR.pot???

  7. Pessoal. Quem utiliza o UOL HOST vai ser um pouco diferente pra fazer isso, pois não temos esse Cpanel, blza? Você utiliza aquele programinha com os PO MO do jeito que ele ensinou, mas na hora de criar essa pasta languaje, temos que acessar o nosso gerenciador de arquivos logados no "painel do cliente" no próprio site do UOL HOst. Vá em Hospedagem ► em "Ações" abra o menu "Gerenciador de Arquivos" ► dê uma estudada na interface e vc vai perceber que dá pra fazer tudo o que ele falou ► Clique na pastinha "web (conteúdo visível na internet)" e daí pra frente faça como ele faz no vídeo. Depois que você salvar tudo e atualizar seu site não vai mudar na hora. O meu demorou uns 10 minutos pra funcionar (eu até me assustei, mas depois funcionou)

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *